Arquivo mensal: maio 2009

Estudo Bíblico sobre Ética Cristã – parte 1


Por Alex Araújo

No mundo contemporâneo, a igreja sofreu modificações drásticas com relação ao comportamento pessoal de cada membro. Junto com a chamada evolução, que na verdade está mais para descobrimento do próprio livre-harbítrio, está a responsabilidade de lidar com o conhecimento do bem e do mal, que é a razão, que nos foi imposto pelos primeiros “homens” (Adão e Eva). Dado este é fato, entendemos que razão, é a forma de se executar o livre-harbítrio com o conhecimento do bem e do mal, de forma a identificarmos corretamente o que é e o que não é lícito ou conveniente realizar. Este é o princípio da Ética Cristã. Entender este ponto é crucial para compreender a lógica deste estudo, e saber aplicar a ética cristã ao seu dia-a-dia.

Em 1ª Coríntios 14:26-33 diz:

26. Portanto, meus irmãos, o que é que deve ser feito? Quando vocês se reúnem na igreja, um irmão tem um hino para cantar; outro, alguma coisa para ensinar; outro, uma revelação de Deus; outro, uma mensagem em línguas estranhas; e ainda outro, a interpretação dessa mensagem. Que tudo seja feito para o crescimento espiritual da igreja.

27. Se algum de vocês falar em línguas estranhas, então que apenas dois ou três falem, um depois do outro, e que alguém interprete o que está sendo dito.

28. Mas, se não houver ninguém que possa interpretar, então fiquem calados e falem somente consigo mesmos e com Deus.

29. No caso de dois ou três receberem a mensagem de Deus, estes devem falar, e os outros que pensem bem no que eles estão dizendo.

30. Se uma outra pessoa que estiver ali sentada receber a mensagem de Deus, quem estiver falando deve se calar.

31. Vocês todos podem anunciar a mensagem de Deus, um de cada vez, para que todos aprendam e fiquem animados.

32. Quem fala deve controlar o dom de anunciar a mensagem de Deus,

33. pois Deus não quer que nós vivamos em desordem e sim em paz.

Esta passagem nos mostra uma série de critérios a ser seguida quando colocamos em pauta a liturgia do culto. Bom, primeiro passo, o que vem a ser (significar) a palavra liturgia ? No dicionário Michaelis denota-se o seguinte: “Liturgia” – s. f. Ordem das cerimônias e preces de que se compõe o culto público e oficial instituído por uma igreja, resumindo, liturgia é nada mais e nada menos do que a organização cerimonial do culto, ou, pautar a maneira como o culto será conduzido.

Nos versículos acima, temos claramente as diretivas (regras) para a liturgia de um culto, Paulo coloca bem nítido a maneira como as pessoas responsáveis e principalmente os membros devem se portar, se dirigir, durante o momento em que Deus está presente, sabendo que se fosse uma autoridade pública presente no local, haveria uma maneira mais respeitosa de se comportar mediante a presença dele. Mas como Deus não se faz fisicamente visível, então há uma certa displiscência. Na minha visão, entendo claramente ao contrário, é exatamente neste momento que devemos nos manter numa postura de mais respeito e “inclinação patriótica espiritual” (vou falar disso mais na frente), para com o Senhor.

Em 1ª Corítintios 12:12-13, Paulo diz também:

12. Cristo é como um corpo, o qual tem muitas partes. E todas as partes, mesmo sendo muitas, formam um só corpo.

13. Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.

Nesta passagem, Paulo exemplifica para a igreja de corintos algo de extrema importância mas simples e primária; Que a igreja do Senhor, todas, têm suas funções com seus respectivos responsáveis como membros, cada um executando uma ação/medida diferente do outro, mas com uma finalidade, o crescimento e o desenvolvimento do corpo.

A principal característica do corpo de Cristo está sendo mencionada no versículo 13, quando ele diz: “Assim, também, todos nós, judeus e não-judeus, escravos e livres, fomos batizados pelo mesmo Espírito para formar um só corpo. E a todos nós foi dado de beber do mesmo Espírito.”, que é a prática da aceitação do homem espiritual, sem observar o que ele é por fora, rico ou pobre, velho ou novo, gordo ou magro e etc, cuja meta é formar um único corpo batizado pelo mesmo espírito.

Raciocício lógico desta primeira parte do estudo sobre Ética Cristã.

1º. Seguir as regras estipuladas pela Bíblia através de seu pastor, é fundamental tanto para o crescimento da igreja, quanto para o seu crescimento e amadurecimento espiritual.

2º. Absorver os ensinamentos na Escola Dominical é essencial para que suas faculdades mentais sejam revitalizadas e assim, ganhem desenvoltura na hora da aplicação pessoal dentro da igreja. Sim, é necessário que suas faculdades mentais entrem em ação, para que tudo aquilo que você ouça, veja (leia) ou fale, tenha sentido espiritual de acordo com aquilo que Deus quer para a igreja.

3º. A essência da ética cristã é na verdade, a atenção que você oferece para as coisas de Deus, porque se você prestar total atenção e compreender o comportamento de um verdadeiro cristão na bíblia, verá que a verdadeira ética, é aquela a qual você respeita o que lhe foi estimulado a fazer para o bom andamento da Obra de Deus.

Fim da Primeira parte sobre Ética Cristã.

Anúncios

Como legalizar sua Empresa


Para o empresário legalizar o seu negócio há todo um trâmite legal pelo qual ele deve passar nas três esferas de governo (Federal, Estadual e Municipal). No intuito de ajudá-lo nesta tarefa, preparamos uma lista com os passos que o empreendedor deve dar. É importante lembrar que cada estado pode ter particularidades que devem ser observadas e que podem não estar contidas nos itens abaixo.

1) Decisão da Natureza Jurídica

A legislação brasileira contempla várias naturezas jurídicas, mas três delas são as mais utilizadas:

Empresário

É constituída por apenas uma pessoa que se responsabiliza individualmente pelo negócio. A desvantagem é que a pessoa física e a pessoa jurídica se confundem aos olhos da lei, ou seja, a pessoa responde legalmente até com o patrimônio pessoal pelas obrigações da empresa.

Sociedade por Responsabilidade Ltda

Deve ser constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas ou jurídicas, que solidariamente se responsabilizam (de acordo com o que for estabelecido em contrato) pelo negócio;


Sociedade Simples

É constituída por, no mínimo, duas pessoas físicas, que exercem profissão intelectual, de natureza científica, literária ou artística e pertencem à mesma categoria de profissionais liberais.

2) Consulta Comercial

Finalidade

A consulta comercial tem como finalidade a aprovação, por parte da Prefeitura Municipal, do local de funcionamento da empresa. Para tanto, verifica-se a conformidade, em termos legais, das atividades a serem desenvolvidas com a área (bairro, rua, avenida) onde a empresa será instalada.

Órgão responsável

  • Prefeitura Municipal
  • Secretaria Municipal de Urbanismo

Documentação necessária

  • Preencher um formulário próprio (Junta Comercial)
  • Anexar cópia do carnê de IPTU do local pretendido

Informar

  • Área do estabelecimento em m²
  • Atividade a ser desenvolvida no local

3) Busca de nome e marca

Finalidade

  • Verificar se existe alguma empresa registrada com o nome pretendido e a marca que será utilizada.

Órgão responsável

  • Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples) e Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI)

Documentação necessária

Para a busca de nome e marca:

  • Formulário próprio (Junta Comercial) preenchido com três opções de nome.
  • Para verificação da marca no INPI, pode-se fazer a consulta pela internet no site www.inpi.gov.br

4) Arquivamento do contrato social/Declaração de Empresa Individual

Finalidade

  • Registrar o contrato social. Verifica-se, também, os antecedentes dos sócios ou empresário junto a Receita Federal, através de pesquisas do CPF.

Órgão responsável

  • Junta Comercial ou Cartório (no caso de Sociedade Simples)

Documentação necessária

Para registro e arquivamento do contrato social

  • Contrato Social ou Declaração de Empresa Individual – assinado em 3 vias
  • Cópia autenticada do RG e CPF dos sócios
  • Requerimento Padrão (Capa da Junta) em 1 via
  • Cópia autenticada do RG do elaborador do contrato, quando Microempresa
  • Cópia autenticada da OAB, quando necessário
  • Pagamento das guias através de GRP e DARF

5) Solicitação do CNPJ

Finalidade

  • Incluir a empresa no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ)

Órgão responsável

  • Receita Federal

Documentação necessária

  • Deve ser preenchido um formulário de CNPJ, via internet, disponível no site da Receita Federal (www.receita.fazenda.gov.br) e enviado à mesma, após, deverá ser impresso, assinado pelo administrador e reconhecido firma do DBE (documento básico de entrada) que anexado a uma cópia do contrato social autenticado deverá ser entregue à Receita Federal, para obtenção do CNPJ.

6) Inscrição Estadual

  • A Inscrição Estadual é obrigatória para empresas dos setores do comércio, indústria e serviços de transporte intermunicipal e interestadual. Também estão incluídos os serviços de comunicação e energia.

Finalidade

  • Obter a inscrição no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)

Órgão responsável

  • Receita Estadual; Agência de Rendas

Documentação necessária

  • DUC – documento único de cadastro em 3 vias
  • DCC – documento complementar de cadastro em 1 via
  • Comprovante de endereços dos sócios, cópia autenticada ou original
  • Cópia autenticada do contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel; – quando for o caso
  • Certificado de regularidade do contador, cópia autenticada
  • Contrato de prestação de serviço do contador com a empresa
  • Declaração de postergação do emissor de cupom fiscal ou nota fiscal de compra
  • Comprovante de contribuinte do ISS, para as prestadoras de serviços
  • Certidão simplificada da Junta Comercial para empresas constituídas a mais de 3 meses
  • Cópia do contrato social; Cópia do CNPJ
  • Cópia do alvará de licença
  • RG e CPF dos sócios

7) Alvará de licença e Registro na Secretaria Municipal de Fazenda

Finalidade

  • Licenciamento para desenvolver as atividades no local pretendido. Liberação da inscrição municipal (ISS). As empresas e os profissionais autônomos, que praticarem atividades de prestação de serviços de qualquer natureza, estarão obrigados a se cadastrar no município

Órgão responsável

  • Prefeitura Municipal
  • Secretaria Municipal da Fazenda

Documentação necessária

  • Preenchimento do formulário próprio (Prefeitura);
  • Consulta comercial aprovada
  • Cópia do CNPJ
  • Cópia do Contrato Social
  • Laudo do corpo de bombeiros, quando for o caso
  • Laudo da vigilância sanitária, quando for o caso
  • E outros documentos específicos pedidos na consulta comercial, quando necessário

8) Licença sanitária

Finalidade

  • Comprovar que a empresa está em condições para funcionar dentro dos padrões de higiene e saúde

Órgão responsável

  • Prefeitura Municipal

Documentação necessária

  • Cópia do contrato social
  • Cópia do CNPJ
  • Cópia do atestado de viabilidade, aprovado na consulta comercial

9) Matrícula no INSS

Finalidade

  • Quando o sócio não tem registro no INSS, deverá providenciar após a abertura da empresa

Órgão responsável

  • INSS – Instituto Nacional de Seguridade Social; Divisão de Matrículas

Dependendo da atividade a ser desenvolvida, haverá necessidade, ainda, de requerer laudos de outros órgãos municipais, tais como:

  • Secretaria de Meio Ambiente
  • Secretaria de Desenvolvimento Urbano
  • Corpo de Bombeiros
  • Secretaria de Vigilância Sanitária

É muito importante consultar a legislação que diz respeito ao seu negócio para verificar quais os procedimentos necessários e se existe algum órgão público que exige autorização para funcionamento, pois muitos estados ou municípios podem ter diferentes especificações sobre alguns negócios.

Fonte: http://www.empregoerenda.com.br/paginas/18

Montando Álbum de fotos em Php


Ola gente
sei que estou meio sumido mais estamos ai firme e forte e vou me organizar e assumir compromissos com os leitores
que sempre  dão  o bom ar da presença na coluna.
e toda semana dicas novas por aqui
Essa Máteria vai em especial ao “JAMAICA” sobre como montar um album de fotos em php

espero que a galera goste e claro com base nos comentarios podemos fazer a parte2 desse script

vamos a ação entao
espero que so os comentarios ajude vc a entende esse script


<!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Strict//EN"
"http://www.w3.org/TR/xhtml1/DTD/xhtml1-strict.dtd">
<html xmlns="http://www.w3.org/1999/xhtml" xml:lang="pt-BR" lang="pt-BR">
<head>
<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
<title>album de fotos rapido em php </title>
<meta name="resource-type" content="document" />
<meta http-equiv="pragma" content="no-cache" />
<script type="text/javascript" src="highslide/highslide.js"></script>
<script type="text/javascript">
hs.graphicsDir = 'highslide/graphics/';
window.onload = function() {
hs.preloadImages(5);
}
</script>
<style type="text/css">
@import "teu.css";
</style>
</head>
<body>
<div class="controle2">
<?
$album="album";
/*nome da pasta do meu album de fotos :)*/
$tudo=count($total = glob("$album/{*.jpg}", GLOB_BRACE));
/*de uma olhada na minha materia lendo e excluindo pastas */
/*aqui eu conto o total de fotos dentro da pasta indicada e pegou as fotos jpg
*/
$a=0;
while($a < $tudo) {
/*traduzindo enquanto o total de img for menor que o total que esta na pasta  eu
dou um giro pegando
a outra imagem
como vc deve ter reparado quando imagem tem um titulo e alt vc poder criar
variavel
garantido assim uma acesibilidade para sua imagem
eu usei uma unica img no tamanho maior = 450 x 338
mais vc pode trabalhar com tamanho maiores
editar o seu css e usar os modelos que tem dentro da pasta
highslidegraphicsoutlines
*/
?>
<a href="<?=$total[$a]?>" class="highslide" onclick="return hs.expand(this,
{captionId: 'caption<?=$a?>'})">
<img src="<?=$total[$a]?>" alt="<?=$album?>"
title="<?=$album?>" height="75" width="100" /></a>
<div class='highslide-caption' id='caption<?=$a?>'>
<p>Um texto legal aqui para fotos ou deixar em branco mesmo </p>
<? $a++; ?>
</div>
<?
}
?>
<div id="mensagem">
<p>Ser vc tive tempo de uma olhada no arquivo highslide.js</p>
<p>vc podera mexer em quase tudo dentro do js</p>
<p> ate escolhe outros modelos para seu album editar a tradução e colocar
conforme seu desejo </p>
<p>Visite  o site do autor dessa biblioteca tem mais coisa  legal</p>
<p>http://vikjavev.no/highslide/</p&gt;
<p>
</div>
</div>
</body>
</html>

Eu estou disponiblizado um exemplo que eu fiz num recente projeto , e claro que ninguem fique seduzindo pela  beleza do layuot mais avalie o efeito desse album
ver exemplo online

Agora a decisao e sua baixe o script e edite conforme seu desejo
um abraço a todos e comente sobre esse album
e nao esqueça sua sugestão de hoje pode ser sua materia de amanha

Um Abraço,
Henrique Guedes
Fonte: http://www.oficinadanet.com.br/artigo/462/montando_album_de_fotos_em_php___