Arquivo da categoria: Artigos

Colunas interessantes.

O que são clubes de investimento – Como investir em Ações!


Os clubes de investimento estão entre as principais maneiras de o iniciante entrar na bolsa de valores, pois permitem um início com valores menores – sob certo ponto de vista, são uma espécie de “vaquinha” – e permite a divisão de responsabilidades da aplicação e a diversificação das aplicações.

Grosso modo, eles são nada mais que um grupo de pessoas com o mesmo interesse: investir na bolsa.

Cotas

Quando você se torna membro de um clube de investimento, passa a deter certo número de cotas. A soma dessas cotas é o patrimônio desse clube de investimento. As cotas são mantidas em depositos nominais a cada cotista.

Para formar um, é necessário um mínimo de três e um máximo de 150 participantes. No caso de empresas e associações esse número pode ser maior.

Você pode adquirir mais cotas durante a existência do clube.

Administradora

Depois da decisão de formar um clube de investimento, deve ser escolhida a instituição que vai administrá-lo: uma corretora, um banco de investimento ou ainda uma distribuidora.

O leitor Alex Benfica perguntou-me se existe a possibilidade de algum tipo de fraude que prejudique os demais membros de um clube.

Observe que cabe à instituição escolhida zelar pelo bom funcionamento do clube. É do interesse dela que isso aconteça.

Ela vai cuidar da documentação, a posição de cada um dos integrantes, as aplicações e os resgates de cotas e vai controlar os títulos – ações e outros – que compõem a carteira.

Estatuto social

Tudo isso é regido pelo estatuto social, que é o documento mais importante do clube de investimento e representa a vontade da maioria dos membros.

É no estatuto social que estará a definição da carteira do clube. A carteira é a são os títulos – ou ações – adquiridas pela instituição administradora – seja banco ou corretora -, de acordo com a política de investimentos.

Inclusive, um dos principais itens do estatuto social é a definição da composição da carteira do clube de investimento, que deve ser formado por no mínimo 51% de ações e, o restante, pode ser renda fixa, por exemplo.

O estatuto também traz os custos de administração do clube e com que porcentagem cada cotista deverá contribuir.

Gestor

Os títulos serão adquiridos por um gestor, que é uma outra figura importante do clube de investimento. Ele pode ser tanto a própria administradora – é o mais comum -, uma pessoa física contratada, uma pessoa jurídica contratada, um representante do clube ou um membro do conselho de representantes do clube.

Para as tomadas de decisão importantes existe a assembléia geral, que pode ser convocada de acordo com o estatuto do clube para decidir acerca de todos os negócios a ele relativos. A assembléia também serve para apresentar resultados e para mudanças no estatuto.

Meteoritos podem ter ajudado a gerar vida


Calor, pressão e carbono formado pelo impacto de meteoritos podem ter criado precursores biológicos

por John Matson
em 23/03/2009

Novo estudo gera precursores biológicos ao simular impacto de meteoritos portadores de carbono em oceanos da Terra jovem.

Muitas teorias sobre a origem da vida na Terra sugerem que compostos pré-bióticos podem ter vindo do espaço exterior em asteróides ou cometas. Mas um novo estudo sugere que as reações químicas extremas que se iniciaram com os impactos de meteoritos podem ter dado o salto inicial para a vida nos oceanos primordiais, em vez de fornecerem tijolos para a construção da vida. Meteoritos se chocando com oceanos primordiais, afirma o autor do artigo, poderiam ter fornecido quantidades significativas de carbono, cruciais para a vida, e criaram uma espécie de panela de pressão química, pela força dos seus impactos, para sintetizar os fundamentos das moléculas biológicas.

Pesquisadores relataram na Nature Geoscience, de 1º de janeiro passado, que reproduziram o impacto de um condrito, um tipo comum de meteorito, chocando-se com o oceano a aproximadamente 2 km/s. A equipe simulou o condrito, submetendo seus constituintes químicos (ferro, níquel e carvão), além de água e nitrogênio, que se acredita ter sido abundante na atmosfera jovem da Terra, à forte compressão de um choque. As pressões e temperaturas resultantes, que provavelmente ultrapassaram 2.760°C, produziram uma grande variedade de compostos orgânicos (baseados em carbono) como ácidos graxos e aminas. E quando amônia, que um estudo anterior mostrou que pode ser produzida em impactos, foi acrescentada à mistura, a experiência também produziu glicina (um aminoácido simples).

Toshimori Sekine, co-autor do estudo, e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência dos Materiais, em Tsukuba, Japão, revela que ficou surpreso com o resultado do experimento, acrescentando que “há muitas outras moléculas que ainda não analisamos”. O autor do estudo, Yoshihiro Furukawa, aluno de pós-graduação da Universidade Tohoku, em Sendai, no Japão, diz que em função dos resultados, “podemos afirmar que eventos de impacto no oceano foram processos muito eficientes para a produção de diversas biomoléculas na Terra jovem”. No entanto, ele imediatamente faz a ressalva de que não está claro quantas dessas biomoléculas seriam necessárias para dar início à vida.

Para garantir que os compostos orgânicos foram produzidos pelo choque da colisão simulada (e não de fontes externas), o grupo de Furukawa utilizou carbono 13, um raro isótopo de carbono, no modelo para representação do meteorito. O fato de as moléculas detectadas terem sido enriquecidas com carbono 13, em vez de carbono 12, muito mais comum, exclui a possibilidade de contaminação, observam os autores.

“É fantástico mostrar que é possível aproveitar a energia de impactos para criar ligações ou pontes orgânicas”, avalia Jennifer Blank, astrobióloga do Instituto Seti, em Mountain View, Califórnia. Mas ela teme que teorias sobre origem da vida nunca possam ir além da hipótese. “Do ponto de vista generalista, uma das frustrações evidentemente, é que nunca saberemos a resposta, mas, como um outro mecanismo que contribua para o inventário de compostos orgânicos, é legítimo”, ela comenta.

Donald Brownlee, astrônomo da University of Washington concorda, acrescentando que enquanto a maioria das teorias propõe que moléculas orgânicas vieram do espaço ou foram formadas por processos terrestres, “é interessante considerar que elas poderiam ter se formado aqui porque material está caindo do espaço”. Ao mesmo tempo, Brownlee se pergunta se um meteorito grande e suficientemente massivo para penetrar na atmosfera e se chocar com o oceano em alta velocidade poderia impedir a formação de compostos orgânicos. “Se o corpo for muito grande”, avalia ele, “os materiais gerados serão, provavelmente, destruídos pelo impacto”.

O estudo de Sekine, Furukawa e seus colegas pode ser considerado réplica do impacto cinético-oceânico do experimento Urey-Miller, uma demonstração lendária realizada em 1953 pelo falecido químico, Stanley Miller, da University of Chicago, que juntamente com o colega Harold Urey mostraram que uma descarga elétrica aplicada aos componentes que supostamente existiriam na atmosfera primordial da Terra produziu grandes quantidades de aminoácidos. Em outubro de 2008, o químico marinho Jeffrey Bada, do Instituto de Oceanografia Scripps, em La Jolla, Califórnia, e seus colegas, publicaram uma reavaliação de algumas amostras de Miller, partindo de uma configuração experimental diferente. Bada e colaboradores obtiveram ainda mais material orgânico do que Miller havia relatado ─ 22 aminoácidos e cinco aminas.

Sekine adverte que a teoria do impacto de meteoritos não está em condições de superar o consagrado experimento Urey-Miller. Os resultados do novo estudo se limitam a “abrir uma porta para discutir a possibilidade” de se interpretar impactos de meteoritos como precursores da vida na Terra. “Precisamos testar a possibilidade de formação de aminoácidos mais complicados”, ele sugere.

Extraída de: http://www2.uol.com.br/sciam/noticias/meteoritos_podem_ter_ajudado_a_gerar_vida.html

Ainda Somos Brasileiros, tenha orgulho da nossa Pátria !!!


———————————————————————————————————————————————–

Este é o depoimento/opinião de uma holandesa a respeito do Brasil

———————————————————————————————————————————————–

Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.

Só existe uma companhia telefônica e pasmem!
Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo – ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal – e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de ‘Como conquistar o Cliente’.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos..

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.

Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc… Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.

4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.

5. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISO-9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

Por que vocês têm esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulham em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?

2. Que têm o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que suas agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?

4. Por que não falam que são o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizem que são hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não se lembram que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

Por que não se orgulham de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

É! O Brasil é um país abençoado de fato. Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.

Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.
Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.
Bendita seja, querida pátria chamada Brasil!!

Divulgue esta mensagem para o máximo de pessoas que você puder. Com essa atitude, talvez não consigamos mudar o modo de pensar de cada brasileiro, mas ao ler estas palavras irá, pelo menos, por alguns momentos, refletir e se orgulhar de ser BRASILEIRO!!

Olho Mágico


Todo ser humano quando nasce, recebe da Divindade um potencial maravilhoso a ser desenvolvido. Uns criam uma vantagem competitiva pela liberdade de expressão e tornam-se vanguardistas, revolucionários, seres criativos e inovadores. Outros apenas assimilam idéias. São cúmplices estáticos de um sistema que não evolui, apenas absorve. Um sistema que não multiplica, apenas “vive”.

Nesta Nova Era Humanitária, de mudanças (alguns falam da crise), construímos uma nova sociedade, com sonhos diferentes, com poderes diferentes, com uma força de trabalho especializada e com absoluta certeza, com novos pensamentos: – Mas quem vai se destacar neste novo cenário? Quem tiver fé e ousadia.

Quando falamos em fé, não abordamos as religiões ou crenças. Falamos da fé em acreditar em si mesmo. De ser capaz de alcançar metas e objetivos, de superar medos, conflitos e dúvidas, transformando crenças limitadoras em crenças com infindáveis possibilidades de realização.

Quando incorporamos em ousadia no nosso dia-a-dia, trabalhamos todo o nosso Poder Mental e Pessoal, descobrindo novas fontes de excelência, expandindo a consciência e fortalecemos a energia criadora. Ousadia é ouvir a voz do coração, é seguir pelos caminhos da intuição, é construir cenários positivistas, é seguir em frente mesmo com críticas e pessoas insensíveis ao seu lado. É jamais aceitar o medo como conselheiro ou amigo fiel.

Para finalizar um pensamento de um autor desconhecido: É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem souber ver.

É tempo de ousar e de fazer diferente, buscar novos, buscar novas idéias e novos caminhos, já que a evolução é uma condição natural que marca o caminho das pessoas. O futuro lhe espera de braços abertos para vivermos uma nova realidade. Comece hoje mesmo dando o primeiro passo nesta direção. APOSTE EM VOCÊ.

Desejo tudo de bom pra você!

ADONAI ZANONI

É TEMPO DE DESPERTAR


ACORDE PARA LUZ

Como podemos construir um novo modelo de humanidade sem a destruição do Planeta Terra e dos seres humanos? Repensando nossos valores e atitudes. Somos frutos de um único Deus, de uma única energia e somos parte de um único organismo vivo. Somos frutos do todo e influenciamos a todos, desde a maneira de pensar e agir. Somos seres humanos em evolução, muito longe ainda da fé que nos liga ao Superior, pois somos egoístas e egocêntricos, queremos ser amados mas deixamos de amar o próximo. Temos preconceitos, igrejas falidas, líderes corporativistas. Somos seres de luzes ofuscadas pela insensibilidade, pela ganância, pela competição sem méritos, pela insensatez do nada. Lembramos diariamente que somos os donos do mundo, que temos o livre arbítrio para escolhas e decisões. Mas esquecemos quanto as decisões poderão realmente trazer benefícios ou afetar o todo. Queremos na verdade tudo de bom, menos os sacrifícios, os desafios para a evolução, o dar em troca de alguns trocados. Esquecemos frequentemente das nossas esposas, mães, filhos, pais, amigos, colegas de trabalho e inclusive dos estranhos que nos esquecemos de cumprimentar na entrada do elevador. Achamos que somos o máximo, poderosos, invencíveis, Super Homens ou Mulheres Maravilha. Nos sentimos infantis, rebeldes e nos esquecemos que a Vida é o maior de todos os patrimônios. Que a partir de hoje você tire cinco minutos para uma reflexão profunda: o que posso fazer para melhor o mundo para pessoas que estão ao meu redor? É bem provável que você não salve o mundo. Mas quem sabe, poderá salvar para alguém que está próximo de você. Sabe, quando cuidamos dos outros, nossa conta corrente humanitária alcança picos de audiência na grande TV plasmada de Deus. Lembre-se, faça sem pedir nada em troca, sem esperar algo em troca, sem merecer algo em troca. Apenas faça e a sua alma se engrandecerá. É tempo de despertar para uma Nova Era Humanitária. Você é o melhor projeto que Deus já concebeu. Abra a sua mente e faça por merecer este maravilhoso presente. Comece pela gratidão e o Universo se encarregará de colocar tudo no seu devido lugar.

Desejo-lhe uma excelente semana!

ADONAI ZANONI

MORRER É PRECISO

Nós estamos acostumados a ligar a palavra morte apenas à ausência de vida e isso é um erro. Existem outros tipos de morte.  E precisamos morrer todo dia. A morte nada mais é do que uma passagem, uma transformação. Não existe planta sem a morte da semente, não existe embrião sem a morte do óvulo e do esperma, não existe borboleta sem a morte da lagarta, isso é óbvio a morte nada mais é que o ponto de partida para o início de algo novo, a fronteira entre o passado e o futuro.

Se você quer ser um bom universitário, mate dentro de você o secundarista aéreo que acha que ainda tem muito tempo pela frente. Quer ser um bom profissional? Então mate dentro de você o universitário descomprometido que acha que a vida se resume a estudar só o suficiente para fazer as provas. Quer ter um bom relacionamento? Então mate dentro de você o jovem inseguro, ciumento, crítico, exigente, imaturo, egoísta ou o solteiro solto que pensa que pode fazer planos sozinho, sem ter que dividir espaços, projeto e tempo com mais ninguém . Quer ter boas amizades? Então mate dentro de si a pessoa insatisfeita e descompromissada, que só pensa em si mesmo. Mate a vontade de tentar manipular as pessoas de acordo com a sua conveniência. Respeite seus amigos, colegas de trabalho e vizinhos, enfim todo processo de evolução exige que matemos o nosso “eu” passado, inferior.

E qual o risco de não agirmos assim?O risco está em tentarmos ser duas pessoas ao mesmo tempo, perdendo o nosso foco, comprometendo essa produtividade, e, por fim prejudicando nosso sucesso. Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram, não se projetam para o que serão ou desejam ser. Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam.

Acabam se transformando em projetos acabados, híbridos, adultos infantilizados. Podemos até agir, às vezes, como meninos, de tal forma que não mantemos as virtudes de criança, que também são necessários anos, adultos, como: brincadeira, sorriso fácil, vitalidade, criatividade, tolerância, etc.

Mas, se quisermos ser adultos, devemos necessariamente matar atitudes infantis, para passarmos a agir como adultos.

Quer ser alguém (líder, profissional, pai ou mãe, cidadão ou cidadã, amigo ou amiga) melhor e evoluído? Então, o que você precisa matar em si, ainda hoje, é o “egoísmo” é o “egocentrismo”, para que nasça o ser que você tanto deseja ser. Pense nisso e morra. Mas, não esqueça de nascer melhor ainda. O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem, por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.

FERNANDO PESSOA

EM TEMPOS DE CRISE MOTIVE A SUA EQUIPE COM PALESTRAS, CURSOS E WORSHOPS DE ADONAI ZANONI

· Consciência Coletiva Organizacional

· Educação de Qualidade

· Empresa Inteligente Entende de Gente

· Jogos Cooperativos

· Liderança e Colaboração

· Projeto Entusiasmo

· Sonho e Sucesso: a Alquimia dos Vencedores

· Vendas e Lucratividade

ADONAI ZANONI

­­­­­

INSTITUTO DO CONHECIMENTO PARALELO 27° – FLORIANÓPOLIS – SC

CONTATO – adonai@icp27.com.br (48) 9971-7373 (48) 3879-1727

VOCÊ VAI AGIR ?


A situação mudou e ficou mais difícil vender, preservar as margens e manter os clientes. Sua equipe precisa aprender a lidar com esta nova realidade – e muito rapidamente. Como vender quando você não tem o menor preço?

Seus concorrentes estão torcendo para que você não faça nada. Assim sua equipe vai perdendo clientes e lucratividade, deixando que os competidores avancem e conquistem uma participação de mercado maior. Não adianta culpar a crise ou buscar desculpas – é preciso agir rapidamente.

Como vender e negociar em época de crise

Treine toda a sua equipe com Márcio Miranda por apenas R$270 num curso ao vivo pela Internet.

Durante duas horas seus vendedores vão vibrar e ficar motivados com as novas técnicas aprendidas. São dicas práticas de quem tem experiência comprovada em vendas e negociação. Ao vivo, Márcio Miranda vai responder todas as dúvidas que vão sendo enviadas. Durante o curso várias enquetes são realizadas e sua equipe interage através da votação, comparando as opiniões com as dos demais vendedores que participam do evento.
Este é um treinamento inteligente, com resultados práticos, imediatos e com um baixo custo.

  • Quais são as 7 perguntas que lhe mostram a melhor maneira para você convencer um cliente indeciso

  • 12 novas maneiras de prospectar oportunidades de negócio e que ninguém ainda põe em prática

  • As táticas mais utilizadas pelos compradores para espremer seu vendedor e arrancar todo o desconto disponível – e como evitar que isso aconteça.

Basta você fazer uma simples conta – quantos seus vendedores negociam todos os dias? Se com uma única estratégia aprendida eles evitarem um desconto de apenas 1% em todas as vendas do mês, quanto a sua empresa deixou de perder? Tome esta decisão e entre em contato conosco ainda hoje.

24 de março
9:00 às 11:00

Workshop via Web ao vivo, ensinando dezenas de novas técnicas de vendas e negociação para sua equipe superar a crise.

ASSISTA UM TRECHO DO ÚLTIMO WORKSHOP e descubra como seus colegas votaram na enquete sobre a influÊncia do preço nas vendas.

Temos vagas para apenas 100 empresas, aquelas que se inscreverem primeiro. Você vai correr o risco de ficar de fora e deixar a crise acabar com todos seus resultados em 2009?

Informações
Fones: (11) 4612-6054 / 6056
E-mail: workshop@negociandoparaganhar.info

O Gari, por Adonai Zanoni


O psicólogo social Fernando Braga da Costa vestiu uniforme e trabalhou oito anos como gari, varrendo ruas da Universidade de São Paulo. Ali, constatou que, ao olhar da maioria, os trabalhadores braçais são ‘seres invisíveis, sem nome’. Em sua tese de mestrado, pela USP, conseguiu comprovar a existência da ‘invisibilidade pública’, ou seja, uma percepção humana totalmente prejudicada e condicionada à divisão social do trabalho, onde enxerga-se somente a função e não a pessoa. Braga trabalhava apenas meio período como gari, não recebia o salário de R$ 400 como os colegas de vassoura, mas garante que teve a maior lição de sua vida:

‘Descobri que um simples bom dia, que nunca recebi como gari, pode significar um sopro de vida, um sinal da própria existência’, explica o pesquisador.

O psicólogo sentiu na pele o que é ser tratado como um objeto e não como um ser humano. ‘Professores que me abraçavam nos corredores da USP passavam por mim, não me reconheciam por causa do uniforme. Às vezes, esbarravam no meu ombro e, sem ao menos pedir desculpas, seguiam me ignorando, como se tivessem encostado em um poste, ou em um orelhão’, diz.

No primeiro dia de trabalho paramos pro café. Eles colocaram uma garrafa térmica sobre uma plataforma de concreto. Só que não tinha caneca. Havia um clima estranho no ar, eu era um sujeito vindo de outra classe, varrendo rua com eles. Os garis mal conversavam comigo, alguns se aproximavam para ensinar o serviço. Um deles foi até o latão de lixo pegou duas latinhas de refrigerante cortou as latinhas pela metade e serviu o café ali, na latinha suja e grudenta. E como a gente estava num grupo grande, esperei que eles se servissem primeiro. Eu nunca apreciei
o sabor do café. Mas, intuitivamente, senti que deveria tomá-lo, e claro, não livre de sensações ruins. Afinal, o cara tirou as latinhas de refrigerante de dentro de uma lixeira, que tem sujeira, tem formiga, tem barata, tem de tudo. No momento em que empunhei a caneca improvisada, parece que todo mundo parou para assistir à cena, como se perguntasse:
‘E aí, o jovem rico vai se sujeitar a beber nessa caneca?’ E eu bebi. Imediatamente a ansiedade parece que evaporou. Eles passaram a conversar comigo, a contar piada, brincar.

O que você sentiu na pele, trabalhando como gari?
Uma vez, um dos garis me convidou pra almoçar no bandejão central. Aí eu entrei no Instituto de Psicologia para pegar dinheiro, passei pelo andar térreo, subi escada, passei pelo segundo andar, passei na biblioteca, desci a escada, passei em frente ao centro acadêmico, passei em frente a lanchonete, tinha muita gente conhecida. Eu fiz todo esse trajeto e ninguém em absoluto me viu. Eu tive uma sensação muito ruim. O meu corpo tremia como se eu não o dominasse, uma angustia, e a tampa da cabeça era como se ardesse, como se eu tivesse sido sugado. Fui almoçar, não senti o gosto da comida e voltei para o trabalho atordoado.

E depois de oito anos trabalhando como gari? Isso mudou?
Fui me habituando a isso, assim como eles vão se habituando também a situações pouco saudáveis. Então, quando eu via um professor se aproximando – professor meu – até parava de varrer, porque ele ia passar por mim, podia trocar uma idéia, mas o pessoal passava como se tivesse passando por um poste, uma árvore, um orelhão.

E quando você volta para casa, para seu mundo real?
Eu choro. É muito triste, porque, a partir do instante em que você está inserido nessa condição psicossocial, não se esquece jamais. Acredito que essa experiência me deixou curado da minha doença burguesa. Esses homens hoje são meus amigos. Conheço a família deles, freqüento a casa deles nas periferias. Mudei. Nunca deixo de cumprimentar um trabalhador.
Faço questão de o trabalhador saber que eu sei que ele existe. Eles são tratados pior do que um animal doméstico, que sempre é chamado pelo nome. São tratados como se fossem uma ‘COISA’.

Plínio Delphino, Diário de São Paulo.

Ser IGNORADO é uma das piores sensações que existem na vida!  Respeito: passe adiante!

EM TEMPOS DE CRISE, MOTIVE SUAS EQUIPES COM AS PALESTRAS, CURSOS E WORSHOPS DE ADONAI ZANONI

· Consciência Coletiva Organizacional

· Educação de Qualidade

· Empresa Inteligente Entende de Gente

· Jogos Cooperativos

· Liderança e Colaboração

· Projeto Entusiasmo

· Sonho e Sucesso: a Alquimia dos Vencedores

· Vendas e Lucratividade

ADONAI ZANONI
­­­­­INSTITUTO DO CONHECIMENTO PARALELO 27° – FLORIANÓPOLIS – SC
CONTATO – adonai@icp27.com.br → (48) 9971-7373 → (48) 3879-1727